sábado, 25 de maio de 2013

Fagner-Moto 1 (letra e vídeo)


Olhe-me
Veja-me
Não há novidade alguma nos meus olhos espantados
Olhe-me
Veja-me
Você que pensa que eu sou o fim do mundo
Olhe-me
Veja-me
Não há novidade alguma nos meus olhos espantados
Olhe-me
Veja-me
Você que pensa que eu sou o fim do mundo
Eu preciso é disso mesmo
Que você diz que eu preciso
Eu preciso é disso mesmo
Que você diz que eu preciso
Uma cara mais alegre
E uma roupa colorida
Mais parecida com a vida
Que só muito amor consegue
Eu preciso... é disso mesmo
Que você diz que eu preciso
Eu preciso é disso mesmo
Que você diz que eu preciso
A moto macia e leve
Pra cruzar a geografia
Da minha melancolia
Porque a vida é mesmo breve
Eu preciso, preciso é disso mesmo
Que você diz que eu preciso
Eu... preciso é disso mesmo
Que você diz que eu preciso
Uma cara mais alegre
E uma roupa colorida
Mais parecida com a vida
Que só muito amor consegue
Eu preciso, eu preciso é disso mesmo
Que você diz que eu preciso
Eu preciso é disso mesmo
Que você diz que eu preciso
Olhe-me
Veja-me
Não há novidade alguma nos meus olhos espantados
Olhe-me
Veja-me
Você que pensa que eu sou o fim do mundo
Olhe-me
Veja-me
Não há novidade alguma nos meus olhos espantados
Olhe-me
Veja-me
Você que pensa que eu sou o fim do mundo
Olhe-me-e-e-e-e...