quinta-feira, 27 de março de 2014

Jane Duboc (biografia)


Atuava como cantora desde criança em sua cidade natal, Belém do Pará, onde também se destacou por seus talentos como esportista, tendo sido criado inclusive pela Assembléia Legislativa de Belém o prêmio "Jane Duboc Vaquer" para incentivar todos os esportistas paraenses. Aos 17 anos ganhou uma bolsa de estudos e foi para os Estados Unidos, onde morou por seis anos. Lá estudou música e atuou como cantora, instrumentista e professora. Voltou ao Brasil em 1977, gravou dois discos, compôs trilha sonora para cinema e teve ampla participação como backing vocal no coral da TV Globo. Participou também de festivais.
O primeiro disco solo veio em 1980, "Languidez", com várias participações ilustres, como Toninho Horta, Djavan, Sivuca e outros. Depois desse vieram mais discos e participações em LPs como "O Grande Circo Místico", de Chico Buarque e Edu Lobo, em que gravou a "Valsa dos Clowns". Seu fã-clube "Minas em Mim" (nome de um de seus discos, lançado em 1988) já conseguiu catalogar mais de cem discos com a participação de Jane Duboc. Discos de Caetano Veloso, Gilberto Gil, Chico Buarque, Hermeto Pascoal, Roberto Sion, Sarah Vaughan, além de discos infantis e curso de inglês. Sua voz pode ser ouvida freqüentemente em jingles comerciais, o que não impede que dê impulso à carreira de solista, bem-sucedida até mesmo no Japão. Em 1999 lançou pela gravadora Pau Brasil o disco "Clássicas", em parceria com a veterana cantora Zezé Gonzaga. Além de sua atividade musical, atua também como escritora, já tendo lançado um livro de poemas e dois infantis.

Aos treze anos de idade Jane Duboc já fazia apresentações filantrópicas no colégio onde estudou, na televisão e em festivais. Em Belém, formou o conjunto Ilusão e, quando morou em Natal, o Quarteto das Tri, cujo nome se deve ao fato de todas as integrantes terem sido tricampeãs nos esportes (era um conjunto que imitava o Quarteto em Cy). Atuou muito como esportista, ganhando muitas medalhas em competições estaduais de nataçãovoleiboltênis e tênis de mesa. Pelas qualidades esportivas, a Assembléia Legislativa de Belém criou o Prêmio Jane Duboc Vaquer para incentivar todos os esportistas paraenses.
No início da década de 1980, participou do filme americano, Blame It on Rio. Em 1983, fez uma participação especial como vocalista no álbumDepois do Fim, da banda brasileira Bacamarte, considerado pela comunidade Prog Archives como um dos 100 Melhores Álbuns de Rock Progressivo de Todos os Tempos
Jane tem um filho, o cantor Jay Vaquer.

  • Acalantos (1977) LP
  • Música popular do Norte (1977) LP
  • Languidez (1980) Aycha LP, CD
  • Jane Duboc (1982) Som da Gente LP
  • Depois do Fim' (1983) (participação especial neste LP da banda Bacamarte)
  • Ponto de partida (1985) LP
  • Jane Duboc (1987) Continental LP
  • Feliz (1988) Continental LP
  • Além do prazer (1991) CD
  • Brasiliano (1992) CD
  • Movie melodies (1992) CD
  • Jane Duboc (1993) CD
  • Paraíso. Gerry Mulligan e Jane Duboc (1994) CD
  • Chama da paixão (1994) CD (coletânea)
  • Partituras (1995) CD
  • From Brazil to Japan (1996) CD
  • Todos os caminhos (1998) CD
  • Da minha terra. Jane Duboc e Sebastião Tapajós (1998) Jam CD
  • Clássicas. Zezé Gonzaga e Jane Duboc (1999) CD
  • Jane Duboc Ao Vivo (2000) CD
  • Sweet Lady Jane (2002) CD
  • Sweet Face Of Love - Jane Duboc sings Jay Vaquer (2010) CD