quarta-feira, 19 de março de 2014

Orlando Morais (biografia)


Orlando de Morais Filho (Goiânia22 de janeiro de 1962) é um compositor brasileiro.
Seu talento musical foi manifestado aos quatro anos de idade quando começou a tocar piano "de ouvido" para a alegria dos pais, Orlando de Morais (um fazendeiro de tradicional família goiana) e Odícia Conceição de Fátima de Morais (artista plástica).

Junto com os 6 irmãos João, Waléria Rosana, Rose Wanessa, Rosângela Salomé, Roselle Serrana e José Alexandre, formaram uma famíliaunida, apoiada na Matriarca, mulher que os criou, carinhosamete chamada de "Mãecema" - Iracema Monteiro de Aguiar - , uma mulher que durante toda a vida, pregou o Amor como o bem maior da humanidade, a força contra todos os males.
Adolescente, Orlando logo percebeu que queria e podia ganhar o mundo. E foi para a Cidade do Rio de Janeiro.
É casado com a atriz Glória Pires, desde 1987, com quem tem três filhos: Antônia (1992), Ana (2000) e Bento (2004). É padrasto de Cléo Pires.

Nascido em Goiânia, Orlando de Morais Filho começou tocando piano de ouvido, aos quatro anos. Mudou-se para o Rio de Janeiro aos 17 anos, para cursar Direito e acabou matriculando-se também no curso de Artes Cênicas. Nesta época, participou de um concurso no Conservatório de Música. Ficou em primeiro lugar, entre 500 candidatos, e como prêmio ganhou seu primeiro violão.


Aos 18, trancou a matrícula na faculdade e foi para Portugal onde tocou piano por dois anos em um hotel. Em seguida, foi para a França, onde ficou mais dois anos tocando. De volta ao Brasil, montou a banda Cavalo de Tróia, apresentando-se durante dois anos com shows no eixo Rio-São Paulo e Goiânia.
Pouco depois, casou-se com a atriz Glória Pires. Em 1990 lançou o primeiro disco, "Orlando Morais", e com a música "Portuga", parceria com Cazuza, ganhou o Prêmio Sharp na categoria Pop-Rock. Neste primeiro álbum, emplacou duas músicas em trilhas sonoras de novelas.
Neste primeiro álbum, emplacou duas músicas em trilhas sonoras de novelas. Com o trabalho seguinte, "A Rota do Indivíduo", foi indicado novamente ao Prêmio Sharp, com a música do mesmo nome do disco, parceria com Djavan. Com seu disco "Abismo Zen" (1995), recebeu mais uma indicação para o Prêmio Sharp, com a toada "O que Vem a Ser Felicidade", que virou tema de novela. No ano seguinte, "Abismo Zen" foi lançado na França pelo selo Totem Records. Em 1997, 
Orlando lança "Agora", seu quinto álbum, com três inéditas e o restante de releituras suas. O disco foi lançado na França, novamente pela Totem Records. Neste mesmo ano, Orlando mudou-se para Los Angeles e assinou a trilha sonora do filme "Doña Barbara", a convite da diretora americana Betty Kaplan. Em 1999, lançou "7 Vidas", gravado em apenas dois dias, com regravações de grandes nomes da MPB, como Cazuza, Gonzaguinha, Lulu Santos, Gil, Caetano entre outros.
  • Discografia
  • Orlando Morais (1990)
  • A Rota do Indivíduo (1991)
  • Ímpar (1993)
  • Abismo Zen (1995)
  • Agora (1997)
  • Sete Vidas (1998)
  • Na Paz (2001)
  • Tudo Certo (2003)
  • Tempo Bom (2005)