domingo, 15 de fevereiro de 2015

Ederaldo Gentil - O ouro e a madeira (vídeo e letra)


O ouro afunda no mar
Madeira fica por cima
Ostra nasce do lodo
Gerando pérolas finas
Não queria ser o mar
me bastava a fonte
Muito menos ser a rosa
simplesmente o espinho
Não queria ser caminho
porém o atalho
Muito menos ser a chuva
apenas o orvalho
Não queria ser o dia
só a alvorada
Muito menos ser o campo
me bastava o grão
Não queria ser a vida
porém o momento
Muito menos ser concerto
apenas a canção