quarta-feira, 4 de março de 2015

Milton Nascimento e Heitor Branquinho - Olhos do mundo (vídeo e letra)


Já não há quem possa, ficar tão só
O mundo é pequeno e sempre dá um nó
Esconder na sombra vem vindo o sol
Debaixo de chuva a luz de um farol...

Aonde você tá, raso ou fundo
Sem atraso ou atrás sempre veem
Quem é capaz de fechar os olhos do mundo...

No norte ou no sul
Interior ou capital
Há quem pareça, mas não há igual
Telefone internet, revista
Ou telejornal, amigos ou coluna social...

Aonde você tá, raso ou fundo
Sem atraso ou atrás sempre veem
As janelas estão abertas pra ruas
Quem é capaz de fechar os olhos do mundo
Olhar pra dentro de si...

Parece em uma roça, o mundo é pequeno
Tamanho de um ovo, ovo que não para
Esconder na sombra, vem vindo o sol
Debaixo de chuva a luz de um farol...

Aonde você tá, raso ou fundo
Sem atraso ou atrás sempre veem
Quem é capaz de fechar os olhos do mundo...