terça-feira, 7 de abril de 2015

Nana Caymmi - Contradições (vídeo e letra)


Perdoar, muitas vezes é condenar 
Se viver dois no mesmo lar 
É pior que sofrer a sós 
Reviver, muitas vezes é malquerer 
Se o destino era se perder 
No amor de outro alguém 
Apagar, sempre é adiar 
O que vai retornar 
Como o mar e o luar

Não contar, muitas vezes é revelar 
O silêncio sabe falar 
Tem valor de uma acusação 
Mendigar é pior que esbofetear 
Faz a gente se enxergar 
Com a expressão que se vê num cão 
E compor um bolero assim 
É feito implorar: 'volta pra mim' 
E depois numa cama de hotel 
Num bolero pedir: 'não chora, 
Mas pelo amor de Deus vá embora!'