sábado, 14 de outubro de 2017

Nara 1964 (Álbum) Nara Leão

Deus, que a música de Nara Leão é triste e melancólica. Se você não tem a moral no momento, este excelente álbum não é recomendado. Nara (1964), o primeiro álbum de Nara Leão, abre-se para a bela e solene "Marcha De Quarta-Feira de Cinzas" Carlos Lyra e Vinicius de Moraes.
 Uma grande força deste álbum "magnífica" é misturar o jovem Bossa Nova, "O Morro (Feio Nao E Bonito)", de Carlos Lyra e "Canção da Terra" Edu Lobo, com equipamento mais convencional, mas cantado de uma forma bastante moderna para o tempo "O Sol Nascerá (A Sorrir)" de Cartola ou "Luz Negra" de Nélson Cavaquinho. A voz de Nara Leão, muito típico, muito saudade, e exala uma melancolia nostálgica como o "berimbau" superb (Vinicius de Moraes Baden Powell e) e "Requiem Por Um Amor" Edu Lobo e Ruy Guerra. Os arranjos, simples e sóbrio, enfatizam com delicadeza o canto de Nara Leão. Observe a participação no canto de Carlos Lyra nos dois últimos títulos. Nara é um álbum despojado, triste e bonito.
Faixas:
1 – Marcha Da Quarta-Feira De Cinzas (Carlos Lyra e Vinícius de Moraes) (00:00)
2 – Diz Que Fui Por Aí (Hortênsio Rocha e Zé Keti) (02:59)
3 – Feio Não É Bonito (Carlos Lyra e Gianfrancesco Guarnieri) (05:09)
4 – Canção Da Terra (Edu Lobo e Ruy Guerra) (08:14)
5 – O Sol Nascerá (A Sorrir) (Agenor de Oliveira ''Cartola'' e Elton Medeiros) (11:23)
6 – Luz Negra (Nelson Cavaquinho e Amâncio Costa) (14:23)
7 – Berimbau (Baden Powell e Vinícius de Moraes) (16:57)
8 – Vou Por Aí (Baden Powell e Aloysio de Oliveira) (19:31)
9 – Maria Moita (Carlos Lyra e Vinícius de Moraes) (21:37)
10 – Réquiem Por Um Amor (Edu Lobo e Ruy Guerra) (24:17)
11 – Consolação (Baden Powell e Vinícius de Moraes) (27:48)
12 – Nanã (Moacyr Santos e Mário Telles) (30:32)