sexta-feira, 6 de outubro de 2017

Perdido de Amor (Álbum) Emílio Santiago

Estão no encarte do CD os seguintes depoimentos: “Perdido de Amor” reúne lindas canções, ricas em harmonias e melodias, e letras precisas, lançadas e eternizadas por Dick Farney, um cantor chic, um pianista sofisticado e de um gosto impecável no que cantava. Ao ouvir sua obra senti vontade de homenageá-lo e ao mesmo tempo trazer de volta essas canções de amor. Depois de sete brilhantes Aquarelas feitas com o meu querido Roberto Menescal (um mestre!), me uno aqui a Mazzola (uma fera!) na produção e a César Camargo Mariano (magnífico!) nos arranjos. Estou muito feliz de poder cantar essas canções. Quero que ao ouvi-las vocês amem bastante. De coração,” (EMÍLIO SANTIAGO).“Durante a minha vida profissional, consegui realizar muitos sonhos. Porém, por um motivo ou outro, alguns deles pareciam impossíveis. Um deles era fazer um projeto com o Dick. Apesar de nossa amizade antiga, que vinha desde os anos 60, e de uma admiração mútua, não houve a oportunidade desejada por nós até então. O outro sonho, não tão antigo e nem tão impossível, era com o Emílio que sempre foi, para mim, a melhor voz masculina deste país (chegamos perto algumas vezes). Portanto, participar deste projeto, além da realização destes dois sonhos, rever e fazer os arranjos destas músicas maravilhosas, tocar com músicos maravilhosos, trabalhar mais uma vez com este grande profissional e amigo Mazzola, foi também um enorme prazer acompanhar Dick Farney e Emílio Santiago”. (CÉSAR CAMARGO MARIANO)
“Sempre admirei a voz do Emílio, como uma das vozes mais bonitas que conheço. Um dia chegou o convite para trabalharmos juntos neste projeto. Fiquei feliz por todos os momentos da gravação, pela felicidade de conseguirmos realizar o dueto com Emílio e Dick, coisa que parecia impossível porque só tínhamos a fita original em dois canais para trabalhar. Enfim, muito obrigado às pessoas envolvidas que me ajudaram e Deus por dar-me a oportunidade de realizar este projeto com você, Emílio! Tenho certeza que ficará eterno. Um beijo”. (MAZZOLA)
Gravado e mixado nos estúdios da Som Livre em agosto/setembro de 1995. Produzido por Mazzola para MZA Music.
Músicos participantes (o nº entre parênteses é o das faixas onde tocam): BATERIA – Pantico Rocha (1, 3 a 8, 10, 12 a 14); Claudinho Infante (2) / BAIXO – Marcelo Mariano (1, 3 a 7, 13 ); Nico Assumpção (2, 9, 10, 12, 14) / BAIXO ACÚSTICO – Denner (5, 11) / GUITARRA – Ricardo Silveira (1 a 4, 6, 7, 10, 12); Muylaert (13) / PERCUSSÃO – Marco Lobo (1 a 4, 6 a 8, 12); Robertinho Silva (2, 10); Marcos Suzano (13) / VIOLÃO E VIOLA – João Lyra (1, 8) / SANFONA – Sivuca (8) / FLUGUEL E TROMPETE – Márcio Montarroyos (2, 4, 6, 7) / SAX SOPRANO E FLAUTA – Mario Seve (13); Marcelo Martins (3, 14) / CELLO – Marcio Malard (9); Lui Coimbra (13) / CORDAS (5, 11) – Pareschi, Alfredo Vidal, José Alves, Ricardo Amado, Walter Hack, Bernardo Bessler, Perrota, Stephany Jesuína, Marie Bessler, Jairo Alceu, Marcelo, Yura, Flavinha / ARRANJO DE CORDAS - Chiquinho de Moraes (5, 11) / ARRANJOS, PIANO E TECLADOS EM TODAS AS FAIXAS: César Camargo Mariano
LISTA DE MÚSICAS DO ÁLBUM:
00:00:00 Um cantinho e você (Jair Amorim, José Maria de Abreu)
00:03:44 Copacabana (Alberto Ribeiro, João de Barro)
00:08:04 Alguém como tu (Jair Amorim, José Maria de Abreu)
00:12:52 Você (Roberto Menescal, Ronaldo Bôscoli)
00:16:41 Perdido de amor (Luiz Bonfá)
00:20:41 Tereza da Praia (part. especial Luiz Melodia) - (Billy Blanco, Tom Jobim)
00:24:39 Foi e não voltou (Chuca-Chuca, Oscar Bilani)
00:28:44 A saudade mata a gente (Antônio Almeida, João de Barro)
00:32:52 Sempre teu (Jair Amorim, José Maria de Abreu)
00:36:19 Ponto final (Jair Amorim, José Maria de Abreu)
00:39:50 Tenderly (J. Laurence, W. Gross)
00:44:20 Uma loira (Hervé Cordovil)
00:47:44 Esquece (Gilberto Milfont)
00:52:01 Nick Bar (part. especial Dick Farney) - (José Vasconcelos, Garoto)
00:55:34 Somos dois (Armando Cavalcanti, Klécius Caldas, Luiz Antônio)