terça-feira, 14 de novembro de 2017

Leandro Léo (BIOGRAFIA)

O Leandro Léo (Leandro Aparecido da Silva) nasceu em Rio de Janeiro, em 17 de Agosto de 1987. É um ator, cantor e compositor brasileiríssimo. Super fã de Lenine e amigo de Maria Gadú; é um dos integrantes do movimento Varandistas.

Por volta de 1992, aos cinco anos de idade, antes de pensar no que queria fazer da vida, Leandro Léo já havia começado a trabalhar com a música. Chegou a gravar dois LP’s em 1994 e, com eles realizou muitos shows e participou de vários programas de auditório, além de muitas propagandas de televisão em São Paulo, que lhe rendeu uma boa popularidade entre as produtoras da época.

Sua primeira ida ao teatro foi para fazer um teste para “Onde está o Nino?", espetáculo para crianças, com direção de Mira Haar. Desde então foi sua primeira experiência teatral, que durante dois anos permaneceu em temporada e viajou pelo Brasil.

Logo após foi selecionado para participar do elenco do longa-metragem “Castelo Rá-tim-bum” (1999) que além de interpretar o personagem João, também gravou duas faixas do CD da trilha sonora do filme.

Fez parte do elenco de cantores do “Gente Inocente” (2002), programa da Rede Globo, dirigido por Cininha de Paula quando foi indicado para integrar o elenco da opereta “O cavalinho azul”, de Maria Clara Machado, com direção cênica de Cacá Mourthé e direção musical de Tim Rescala. A oportunidade fez que Léo e sua família mudasse de São Paulo para o Rio de Janeiro. Com o espetáculo, Léo foi indicado ao Prêmio TIM de Música como o melhor intérprete.

Em 2005 foi convidado a interpretar o índio “Tininin”, no espetáculo musical “A Turma do Pererê”, com direção de Tim Rescala e Stella Miranda. Cininha foi uma das profissionais responsáveis pela a consagração do ator no meio artístico.

Após o término do programa, que já havia durado três anos no ar, foi convidado por ela para integrar o elenco do “Sítio do Pica Pau Amarelo” (2003-2006). Foram mais três anos no ar, sob sua direção, desta vez com o personagem “Pesadelo”.

Também foi intérprete da música tema da personagem. Logo após o Sítio, foi convidado pela Rede Record para integrar o elenco fixo da emissora, tendo realizado desde então duas novelas “Vidas Opostas” (2006) de Marcílio Moraes e “Poder Paralelo” (2009) de Lauro César Muniz.