quinta-feira, 9 de novembro de 2017

Vanessa Moreno e Fi Maróstica (BIOGRAFIA)

O duo surgiu de maneira inusitada, concretizando a grande afinidade musical entre os integrantes nesta ousada formação. Através de pesquisas da música regional brasileira, influências do jazz e da música erudita, uma rica mistura é obtida e adaptada em arranjos que exploram toda riqueza rítmica, melódica e harmônica que esta roupagem pode oferecer, criando assim uma atmosfera sonora diferenciada e interessante.

O pontapé inicial do que concretizaria a grande afinidade musical entre esses dois músicos se deu no ano de 2010 quando se prepararam para participar do VII Festival Botucanto da Canção.veio coroada pelos prêmios de "Melhor Intérprete" (Vanessa Moreno) e "Melhor Instrumentista" (Fi Maróstica) nesse evento.

O duo apresenta sonoridade singular, traduzida pelos arranjos que exploram toda riqueza ritmica, melódica e harmônica, fruto de pesquisas da música regional brasileira, influências do jazz e da música erudita. Nesse sentido, esse trabalho representa aspectos inovadores de formação instrumental e composicional, por conseguir adensar de maneira tão consistente tantas sonoridades pelas mãos e pela voz de apenas dois integrantes.

Com isso, o reconhecimento do duo foi se estabelecendo de maneira gradual e notória. O reconhecimento no próprio campo musical se deu através do apadrinhamento da cantora Rosa Passos, reconhecida internacionalmente como grande expoente da música brasileira. Foram convidados especiais da cantora em duas apresentações no Sesc Vila Mariana (São Paulo). Rosa Passos também assina seu nome como autora do texto de apresentação do primeiro CD do Duo, intitulado "Vem Ver" (2013).

Considerado um marco de abertura da carreira do duo “Vanessa Moreno e Fi Maróstica”, o cd “Vem Ver” (2013), contou com participações de músicos conceituados do cenário musical brasileiro, como o guitarrista Chico Pinheiro, o cantor Sérgio Santos, o multiinstrumentista Zé Pitoco, o percussionista Ari Colares, e vários outros. "Vem Ver" também ganhou sua versão Japonesa, devido a grande procura por este público, sendo indicado como um dos destaques de música brasileira em Tóquio. Com repertório composto por artistas da cena independente e também com composições próprias, o CD entrou para o site dos "100 Melhores Álbuns da Música Brasileira" pelo site "O Embrulhador", ao lado de nomes consagrados, como Ney Matogrosso, Emicida e Ná Ozzetti.

O duo apresenta-se constantemente. Já fez shows em cidades como Manaus (AM), Rio de Janeiro (RJ), e São Paulo (SP). Tocou em espaços como Sala Itaú Cultural (SP), Tom Jazz (SP), Unidades da rede SESC, Casa de Francisca (SP) e Solar de Botafogo (RJ). Nas suas apresentações, contaram com participações especiais, como Monica Salmaso, Marcelo Pretto, Zé Pitoco, Chico Pinheiro, Luciana Alves e Alexandre Ribeiro.

Fora do Brasil, o duo teve convites para se apresentar em Portugal, na renomada casa de shows "B.Leza",  Espanha, no Jamboree Jazz Club, e a mais recente apresentação na Holanda (Amsterdã)  no "Viva Brasil Festival", no qual, na mesma edição, também se apresentaram artistas como Gilberto Gil, Caetano Veloso, Maria Gadú e Fabiana Cozza.

As músicas do primeiro álbum do duo são executadas frequentemente no programa de rádio de grande audiência na Espanha, "Cúando los Elefantes Sueñan con la Música", de Carlos Galilea.

Dentre suas apresentações e repercussões, destacam-se:

Participação no “Viva Brasil Festival” em Amsterdã no ano de 2015, no renomado teatro Bimhuis. Foram parte integrante do festival ao lado de grandes nomes da música brasileira, como Gilberto Gil, Caetano Veloso, Alceu Valença, Fabiana Cozza e Maria Gadú

Em 2014 excursionaram por Portugal e Espanha se apresentando nas principais casas de show desses países, como Clube B.leza (Lisboa) e Jamboree Jazz Club (Barcelona)

Devido ao sucesso de vendas do CD “Vem Ver” no Japão, o duo foi eleito como revelação da música brasileira em Tóquio e ganhou uma versão japonesa do CD, com duas faixas bônus.

Foram selecionados para integrar a coletânea ‘Coffee & Novos Compositores’, também lançada no Japão, que contém revelações da música brasileira. A curadoria é de Dani Gurgel.

Ganhadores dos prêmios de melhor intérprete (Vanessa Moreno) e melhor instrumentista (Fi Maróstica) no Festival Botucanto no ano de 2010 e vencedores do “Prêmio Botucanto” (melhor grupo) em 2013.

Participação do duo no show de Rosa Passos (madrinha musical do duo) no SESC Vila Mariana em São Paulo

Foram selecionados pelo site ‘O Embrulhador’ como um dos 100 melhores álbuns da música brasileira em 2013

Integraram o programa MINIDocs, onde artistas de varias vertentes da música brasileira foram selecionados para a gravação de um documentário sobre seus respectivos trabalhos e um show ao vivo (gravado) no TOM JAZZ.

Contaram com participações de grandes nomes da música brasileira em seus shows, como Monica Salmaso, Chico Pinheiro, Marcelo Pretto, Luciana Alves, Zé Pitoco, Alexandre Ribeiro e Tó Brandileone.
Prêmios
Este duo de baixo e voz busca diferentes sonoridades por meio desta inusitada formação.
Foram ganhadores dos prêmios de Melhor Intérprete (Vanessa Moreno) e Melhor Instrumentista (Filipe Maróstica) no Festival Botucanto com esta formação no ano de 2010, dando o pontapé inicial para este trabalho.