segunda-feira, 15 de janeiro de 2018

Bento Rezende - Contragosto (vídeo e letra)

Algo te prende como um filho 
E te alimenta como o milho 
E te encaminha como um trilho 
E te sacode como um choque 
E te deturpa como um rock 
E te segura como um miserável 
E te envenena como a cascavel 
E te faz noiva de grinalda e véu 
E te doutrina tu e teu rebanho 
Algo te limpa com o maior dos banhos 
Manipulada e sem nenhum defeito 
Tu caminhas meio a contragosto 
Tu te escondes lá dentro do peito 
Não combinando o coração com o rosto 
Resignada ao desamor perfeito 
Designada a nunca ser o oposto 
Por garantia espetam preconceitos 
A tua sorte foi servir de encosto 
Ainda que tarde vê se dá um jeito 
Como o vento que não sopra em agosto 
Como o rio que vai além do leito 
Como o soldado que abandona o posto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário