quarta-feira, 24 de janeiro de 2018

Rio Doce - Jussara Silveira (vídeo e letra)

Vai a me levar como se fosse
Indo pro mar num riacho doce
Onde ser é ternamente passar
São vidas pequenas das calçadas
Onde existir parece que é nada
Mas viver é mansamente brotar
Muito prazer de conhecer
Muito prazer de nessa rua ser seu par
Ao partilhar do teu calor
Você liberta a primeira centelha
Que faz a vida iluminar
A correnteza me levou
Me apaixonei em todo cais que fui parar
Cada remanso um grande amor
Por esses breves eternos momentos
Que tive o dom de navegar
São vida dos belos horizontes
Gente das mais preciosas fontes
Onde ser é ternamente brotar
Vai cantando as voltas do moinho
Onde a beleza teceu seu ninho
Mas viver é mansamente passar
Se fosse meu o seu amor
Se fosse meu, bem que eu mandava ladrilhar
Se essa rua fosse minha
Com diamantes de luz verdadeira
Pra ver meu amor passar