sexta-feira, 30 de março de 2018

Filipe Catto - Dias e noites (vídeo e letra)

Já nem sei dizer quantos nomes, cores, lábios
Nesses lábios roubei
Por onde esbarro o perigo
Onde madrugada já não passa
De uma armadilha
Onde eu quis me perder, me deixar
Por outros sinais
Já nos gastamos, jorrando fontes
Apostando alto demais
Por onde me devora o infinito
Hoje essa cidade nos arrasta
Por mais um dia, por aí
Por querer te levar por outros finais

Já que amanhã serão dias e noites
De tantos instantes iguais
Que tal calar agora e assistir
A cidade ao redor, inteira despertar
Apagar as pistas e seguir?