sábado, 13 de outubro de 2018

Milton Guedes - O sonho se perdeu (vídeo e letra)

A vida era um menino
Menino como eu
Me conta minha vida
Que foi que aconteceu
Será que foi o tempo
que o sonho se perdeu
Por onde você anda
O que te aconteceu
O amor é tão difícil pra gente compreender
De dia que era noite de noite o amanhecer
Ah se eu tivesse uma magia pro tempo adormecer...
Pro amor virar poesia "preu" nunca mais sofrer
A vida continua meu canto de brincar
Onde é que andava a lua quando eu quis namorar
Ah minha santa aparecida
Vem me abençoar me diz em que poesia
O amor esconde o dom de amar

A vida continua meu canto de brincar
Onde é que andava a lua quando eu quis namorar
Ah minha santa aparecida
Vem me abençoar me diz em que poesia
O amor esconde o dom de amar

sábado, 6 de outubro de 2018

Pedro Mariano - Aos nossos filhos (vídeo e letra)

Perdoem a cara amarrada
Perdoem a falta de abraço
Perdoem a falta de espaço
Os dias eram assim
Perdoem por tantos perigos
Perdoem a falta de abrigo
Perdoem a falta de amigos
Os dias eram assim

Perdoem a falta de folhas
Perdoem a falta de ar
Perdoem a falta de escolha
Os dias eram assim
E quando passarem a limpo
E quando cortarem os laços
E quando soltarem os cintos
Façam a festa por mim
E quando largarem a mágoa
E quando lavarem a alma
E quando lavarem a água
Lavem os olhos por mim
Quando brotarem as flores
Quando crescerem as matas
Quando colherem os frutos
Digam o gosto pra mim
Digam o gosto pra mim

sexta-feira, 5 de outubro de 2018

Lúciah Helena - Pau Brasil (vídeo e letra)

Já me falaram que essa terra tem palmeiras
O sabiá de tão malandro até fugiu
Vê se segura essa lenha, essa pauleira
Essa madeira é a tal de pau-brasil
Se é pra sambar, o bom mesmo é sambar à brasileira
Sem se importar, se é samba-enredo é de breque ou gafieira
Deixa pra lá, sem importar essa cultura estrangeira
Deixa pra lá, os “very good”, os “very well”, o bom é samba de cuica e frigideira

Salve ao brasil
Da passarada
No céu de anil
Livres a poder voar
Nossas graúnas, nossas perdizes, nossas raizes
Salve ao brasil
Nossas cascatas
Imensos rios
Lagos entre verdes matas
Nos coqueirais, nos pinheirais, nossas origens

quinta-feira, 4 de outubro de 2018

Djavan - Lamento sertanejo (vídeo e letra)

Por ser de lá
Do sertão, lá do cerrado
Lá do interior do mato
Da caatinga do roçado
Eu quase não saio
Eu quase não tenho amigos
Eu quase que não consigo
Ficar na cidade sem viver contrariado

Por ser de lá
Na certa por isso mesmo
Não gosto de cama mole
Não sei comer sem torresmo
Eu quase não falo
Eu quase não sei de nada
Sou como rês desgarrada
Nessa multidão boiada caminhando a esmo